Monital

Equipamentos DSC

Manual Resumido

Referencia Rápida

Características do Sistema de Alarme Eletrônico

O equipamento DSC© foi desenhado para oferecer maior flexibilidade e conveniência, todo usuário que tenha acesso a este sistema deve ser informado de seu funcionamento. A MONITAL Alarmes disponibiliza de um funcionário especializado para efetuar as explicações do sistema sempre que um novo equipamento é adquirido. 

Este equipamento é capaz de acoplar sensores que detectam qualquer foco de incêndio (fumaça ou fogo). O funcionamento correto e eficaz depende totalmente de quantos pontos tenham sido instalados. Para verificar os procedimentos quanto à utilização das normas de evacuação de locais, leia a seção de “INCÊNDIO” contida neste manual. A zona de incêndio não é obrigatória, apenas uma segurança a mais.

Para que o alarme da MONITAL seja confiável, aconselhamos que seja feito um teste semanalmente de sirenes, fotos-células e outros dispositivos. Obtenha detalhes do teste com os operadores da MONITAL.

O alarme instalado é capaz de transmitir sinais de alarme, falhas do sistema de informações de emergência pela linha telefônica a uma Central de Supervisão e Monitoramento. Se você causou um alarme indevidamente, chame a Central para evitar uma ação desnecessária. Caso a Central o chame informe o código estabelecido entre a Central e o Usuário.

Operação Geral do Sistema

Seu alarme está composto de uma central de alarme e um ou mais teclado (s) e vários sensores e/ou detectores. Dentro do gabinete da central de alarme está a placa principal, fusíveis e bateria. Somente o pessoal autorizado da MONITAL poderá acessar este gabinete. Os teclados possuem um tom bem audível, um grupo de indicadores de status e teclas para entrar os comandos à central de alarme e indicar o estado das zonas respectivas. O alarme possui várias zonas ou áreas de proteção e cada uma poderá conter um ou mais sensores ou dispositivos neles acoplados. Quando um sensor ou dispositivo está aberto ou violado, a zona correspondente dará uma indicação no teclado.

Importante: Um sistema de alarme, tal como este instalado em seu patrimônio, NÂO pode evitar emergências. Está desenhado para avisar e alertar e, se incluído o serviço, transmitir a uma Central de Supervisão. Em geral os Sistemas de Segurança são bastante fiéis mas mesmo assim podem ocorrer falhas e NÂO substituem medidas de Segurança ou prêmios de Seguro de Vida ou Domicílio. O usuário deve estar de acordo com o nível de proteção instalada e operação do mesmo.

Principais Funções de Seu Equipamento

Para Armar o Alarme

É necessário observar os seguintes pré-requisitos:

Nota: Se quiser excluir uma zona qualquer antes de armar o Alarme, exclua a zona desejada antes de digitar o Código de Usuário. Lembre-se que após uma zona excluída manualmente, o alarme deixará de estar com 100% de segurança, pois terá uma zona que não detectará uma invasão.

Para armar, digite o seu código, seja ele o principal ou secundário. Ao pressionar cada tecla do teclado, um tom (indicador acústico) soará. Se o número correto for digitado, um tom rápido soará e o indicador “ARMADO” se acenderá. Se um código incorreto foi digitado, o indicador “ARMADO” não acenderá e um tom de teclado soa seguidamente por dois segundos. Se isto ocorrer, pressione (#) uma vez, e introduza o código novamente. Ao término do tempo de saída, todos os indicadores no teclado, exceto o “ARMADO”, se apagam e o Alarme está ativado.

Existem Três Maneiras de Armar o Alarme

1) SAINDO DO LOCAL – RESIDENCIAL e COMERCIAL

Nota: Nos dois casos o teclado emitirá um “beep-beep” durante o tempo de saída. Alguns teclados possuem “teclas rápidas” para facilitar esta operação.

2) FICANDO NO LOCAL - RESIDENCIAL

Nota: A luz Armado acenderá e não ficará tocando “beep-beep” no teclado.

3) FICANDO NO LOCAL SEM NINGUEM PARA ENTRAR – RESIDENCIAL

Nota: A luz Armado ficará piscando, informando ao usuário que o sistema de alarme não possui tempo de entrada, ou seja, qualquer setor aberto o alarme irá disparar imediatamente. Este procedimento é ideal para utilizar-se em residências onde a família não espera ninguém para entrar antes que desarmem o alarme.

Para Desarmar o Alarme

Entre no local protegido somente pelo setor designado pela MONITAL como “Entrada/Saída”. Entrar por qualquer outra porta e/ou caminho poderá acarretar em um disparo instantâneo do alarme. Quando o setor de “Entrada/Saída” for violado, um tom soará, para indicar que o alarme deve ser desarmado. Em frente ao teclado, digite um dos códigos pré-estabelecidos. Se um número for digitado errado, pressione a tecla (#) e digite novamente o código. Se o número for digitado corretamente o indicador “ARMADO” apagará e o tom emitido pelo teclado terminará.

O código correto deve ser digitado antes de terminar o “Tempo de Entrada”. Se por algum motivo o alarme disparou durante este período, o indicador “MEMÓRIA” ou “SISTEMA” e o indicador de “ZONAS” piscará durante dois minutos para informar qual “ZONA” foi violada.

Depois deste tempo os indicadores apagaram e o Sistema voltará ao normal. Entre em contato com a MONITAL para saber maiores detalhes. Para verificar qual o setor que disparou por ultimo, a qualquer hora com o alarme desarmado, digite *3. O setor irá piscar. Para retornar digite #.

Nota: Se o alarme estiver indicando que houve violação do local, ATENÇÃO verifique cuidadosamente as zonas internas do ambiente a fim de checar qualquer presença de intrusos e/ou causas do disparo. Não subestime o alarme, afinal você o instalou para maior proteção de sua família e propriedades.

Visualização dos Problemas no Alarme

Se o indicador de “TROUBLE” ou “SISTEMA” está aceso, o sistema pode estar com algum problema, portanto siga a seqüência abaixo:

Pressione (*) depois (2) para a visualização do problema. Uma luz amarela deverá ficar piscando e as zonas abaixo determinam o problema:

 Pressione (#) para voltar ao estado de “PRONTO”.

Opção de Avisado (CHIME) – RESIDÊNCIAS

A função “CHIME” é uma função muito utilizada para residências. Esta função só funciona quando o alarme está desarmado. Tem como objetivo avisar ao usuário uma violação de alguma zona de alarme, só que neste caso não dispara a sirene, apenas emite um som no teclado todas as vezes que for aberta alguma janela e/ou porta ou violada uma área externa de proteção. Pressione *4 e a função de CHIME será ativada em todos os setores

Nota: Caso o usuário queira ativar o CHIME de apenas um setor ele deverá entrar em contato com a MONITAL para que esta função seja ativada. 

Zonas Especiais do Teclado

O teclado possui três zonas de prioridade de ação para o usuário que estão de fácil acesso e que são interpretadas de acordo com a programação da MONITAL.

(F)        (A)        (P)

Exclusão de Zonas

Utilize esta função para isolar uma determinada zona de alarme. Zonas excluídas não causam alarme. Zonas temporariamente fora de serviço e/ou com problemas que necessitam de manutenção da MONITAL podem ser excluídas até que o serviço de manutenção chegue ao local. Não é possível excluir zonas com o alarme armado.

Pressione (*) (1) (número da zona a ser excluída). Digite os números de zonas pressionando uma a uma. Depois de uma ou mais zona (s) excluídas, o indicador respectivo se acenderá. Se uma zona for excluída por engano, pressione a mesma zona para reativá-la. Pressione a tecla (#) para voltar ao normal.

Exemplo: Caso o usuário deseje excluir a zona 7 de seu alarme: Pressione *107#, depois para armar somente digite o código.

Importante: Lembre-se que uma exclusão de zonas deve ser feita com extremo cuidado. Uma exclusão errada de uma zona qualquer poderá acarretar uma falha no projeto de Proteção do Local realizada pela MONITAL.

Ao Soar a Sirene

NÃO DESLIGUE A SIRENE AINDA! VERIFIQUE IMEDIATAMENTE a zona violada no indicador do alarme. Procure se situar em frente ao teclado por alguns instantes a fim de verificar se esta zona vai ser violada novamente e/ou outra zona qualquer. Verifique barulhos no local. Com a sirene tocando, e se realmente estiver acontecendo uma invasão do local, estatisticamente o intruso irá embora. O alarme possui duas maneiras de tocar a sirene. Uma para zona de incêndio (se instalada) e a outra para invasão de zonas.

Proteção de Incêndio na Casa

A maioria dos incêndios ocorre em residências, Para reduzir este perigo, é recomendado que uma evacuação de proteção contra incêndio seja conduzida corretamente e um plano de escape formalizado.

Prevenção Contra Incêndio

Sugestão de Plano de Escape para Famílias

Geralmente, há pouco tempo entre a detecção de um incêndio e o tempo que o fogo pode ser fatal. É muito importante que o plano de escape seja efetuado e praticado com freqüência. Cada membro da família deve participar das opiniões do plano. Localize possíveis áreas de escape em vários pontos do local. Se o alarme disparar a noite, uma atenção especial deve ser realizada desde os dormitórios no sentido natural ao plano de evacuação.

Para facilitar isto:

Os testes do Alarme incluem os seguintes tópicos: